segunda-feira, 23 de março de 2015

PERTO DO FIM



Gente, me desculpem por parar de postar, mas estou em uma correria danada.

Além disso, finalmente, acho que me curei do vício BBB.

Pouco vi, pouco acompanhei e continuo quase sem saber o que se passa ali.

Mas queria falar do pouco que vi e do comecinho do programa.

Eu disse aqui, várias vezes, que não ia com a cara do Fernando. Que esse sorrisinho besta que ele coloca na cara, é descaradamente falso e que tipos como ele existem vários.

Agora, lendo um pouco sobre o andar da carruagem ali dentro, percebo que o povo parece ter aberto os olhos sobre quem era ele de verdade.

A torcida alucinada "Ferline" tomou um baita corno, juntamente com a loira que já havia saído e que ainda acreditava que ele não queria nada com Amanda.

Hoje li por aí que já existe uma torcida chamada "Amando". Sério, essas pessoas não se cansam do ridículo? kkkkkkkkk

Também descobri que o paredão dessa vez será entre Cezar e Mariza, porque o casal conseguiu se safar de novo.

Pois vou dizer com todas as letras: Eu prefiro que Mariza fique.

O jogo de coitadinho, pobrezinho, solitário do Cezar, já havia me cansado no começo. Imagine se eu ainda acompanhasse!

Quero Mariza, Adrilles e Amanda na final, só pra que essa última se conforme com o terceiro lugar. E olha que já está muito bom.

Os outros dois são chatos, são mau humorados, são complexos? Pode-se até dizer que sim. Mas são chatos com conversas e palavras inteligentes, dois perdidos em uma noite suja.

Mas será muito melhor que ver chegar à final, um cara que entrou no jogo querendo pautar a edição, que fez par na primeira oportunidade que surgiu, que quis fazer o personagem vingador, mas que não passou de um interesseiro o tempo todo.

Bom, esse pode ser o meu último post. Por isso, encerro por aqui, agradecendo ao pessoal que compareceu pra trocar figurinhas com a gente, enquanto o programa ainda era interessante.

Quanto ao BBB, que ganhe o que sabe diferenciar melancolia de melancia.




domingo, 8 de março de 2015

TUDO ACONTECE ONDE NADA OCORRE?



Em uma semana onde Luan causou geral,  Talita saiu e Rafael tentou "pegar" Tamires, até que aconteceu muita coisa onde parece que nada acontece.

Essa casa ficou tão parada que nem perdi muito meu tempo de continuar assistindo. Mas hoje, com a saída da Tamires, que não aguentou o tranco, pode ser que novas emoções aconteçam.

Para a Globo e pelo programa, quem pede pra sair morre. Então, como será que a saída dela será mostrada?

Minha preferência para esse paredão (e para sair) é, sem sombra de dúvidas, Luan. Não suporto esse jeito dissimulado dele.

Aliás, quando Bial avisou que ele foi flagrado comendo balas da festa, ainda assim ele tentou negar e se fez de desentendido. Mas peraí...quem é mesmo que havia dito para Adrilles que era "sujeito homem"? Aí, pego em flagrante, mente descaradamente e tenta se safar? Grande homem!

Enfim, não sei se é impressão minha, mas acho que ainda tem muita gente na casa para pouco tempo restante de programa. Só restaram os chatos.


terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

DISQUS MALUCO



Não sei por qual razão, o sistema de comentários está impedindo nossa interação.
Como não sei e não posso mexer no sistema do blog, prefiro rezar pra que ele volte ao normal.

Enquanto isso, rezando para o BBB virar um jogo.

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

PUNIÇÃO CERTEIRA


Acho que Luan ficando, a produção deve contar para o resto da casa o porque da punição.

Esse cara já roubou e escondeu pão! O que mais faltava?

Além disso, essa punição deveria durar uma semana. Assim todos entenderão que não se quebram as regras.

Gostei de ver que a produção não está deixando passar.

domingo, 22 de fevereiro de 2015

POIS É, PRA QUE?


Pela primeira vez, desde que o BBB começou, tomei profunda antipatia por pessoas que até então eu estava curtindo.
Cheguei a achar Talita uma boa jogadora por não se calar e entrar no jogo, mandando o que pensava, na lata.
Mas, desde que a confusão com Marco terminou só vejo a arrogância e a ironia de um grupo sem o mínimo de educação.
Talita me lembra aquelas patricinhas "populares" da escola primária, cuja a única finalidade é praticar o bullying contra os "nerds", para ser aplaudida pelos seus seguidores.
Aliás, os próprios seguidores carecem de um pouco de humildade e humanidade.
Eles chegam a odiar os que não concordam com suas vontades.
O grupo consegue se completar com uma Angélica, que pensa ser a rainha da verdade e com a rancorosa Amanda, um bobão como Luan e uma planta como Tamires.
Rafael é o bobo da corte, galinho de briga e sem vontade própria.
Não há conteúdo, não há inteligência, não há respeito ao adversário.
Não gosto e não vejo graça em deboche. Para mim esse povo podia cair logo num paredão triplo, que saíssem dois.
BBB deixou de ser um jogo para ser um massacre medíocre.

Muitas vezes, me lembra um período negro do BBB aqui na internet, em que haviam invasões em massa nos blog alheios, somente pelo prazer de ofender, por pura diversão, chegando às portas da justiça.
Não houve graça naquela época e não há agora.

Não, não apoio Mariza se fazendo de coitada, usando sua idade como desculpa.
Não gosto do jogo do Cezar, chorando miséria, mesmo que de forma engraçada.
Não aguento Adrilles com seus discursos de poeta.
Não suporto Fernando, fazendo o papel do mocinho apaixonado.

Tenho é saudade do jogo com respeito, com atitudes limpas, com estratégia.

Sei que não estou sendo muito clara, mas esse BBB está me incomodando tanto, que nem consigo colocar as ideias em ordem.




Blog Widget by LinkWithin